fbpx

Chatbot: guia completo 

Está com dúvidas sobre como usar ou o que exatamente é um chatbot? Não se preocupe! Vem com a Getbots entender o que são esses robozinhos.
6 min. de leitura
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Dois robozinhos representando um chatbot

Chatbot, robozinho, assistente virtual… E aí, qual é o melhor nome para usar? 

Vamos lá, a resposta depende de dois detalhes muito práticos: o que o público quer e o que a empresa é capaz de entregar. Mas, o importante é entender as diferenças entre as tecnologias e escolher a melhor opção para a sua empresa. Os chatbots têm se tornado cada vez mais comuns no dia a dia das pessoas e das empresas devido à série de benefícios que oferecem, resultado de anos de pesquisas na área. Então, vamos conhecer mais sobre essa incrível tecnologia? 

O que é chatbot e como ele funciona?

Aliás, antes de mergulharmos na criação e desenvolvimento dos chatbots, vamos entender o que são e como funcionam. 

Os chatbots são assistentes virtuais alimentados por inteligência artificial, que podem interagir com os usuários de forma natural, como se fossem humanos. Eles são programados para compreender perguntas, fornecer respostas relevantes e aprender com cada interação.

Acima de tudo, quando um usuário envia uma mensagem para um chatbot, o chatbot primeiro tenta entender o que o usuário está pedindo. Após entender a solicitação, o chatbot gera uma resposta que é relevante e informativa.

Portanto, de forma bem resumida, esses robozinhos são softwares que simulam uma conversa humana. Eles são frequentemente usados em aplicativos de mensagens instantâneas e sites para fornecer atendimento ao cliente, responder perguntas e até mesmo gerar conteúdo criativo.

Os diferentes tipos de chatbots

Por exemplo, existem três tipos principais de chatbots:

  • Chatbots baseados em regras: Os chatbots baseados em regras são os mais simples tipo de chatbot. Eles são programados com um conjunto de regras que determinam como eles devem responder a diferentes prompts (comandos) e perguntas.
  • Chatbots de aprendizado de máquina: Os chatbots de aprendizado de máquina são mais complexos do que os chatbots baseados em regras. Eles são capazes de aprender e se adaptar com base nas interações com os usuários.
  • Chatbots híbridos: uma mistura equilibrada de abordagens, combinando elementos baseados em regras, em certos momentos, e recorrendo ao aprendizado de máquina em outros.

Afinal, como chatbots aprendem?

Antes de tudo, conheça os quatro tipos de aprendizagem de máquina e descubra como cada um é usado para ensinar chatbots a ficarem cada vez mais inteligentes.

Aprendizagem supervisionada

Nesse tipo de aprendizagem, o chatbot é treinado com um conjunto de dados previamente rotulados, onde cada exemplo de entrada é associado a uma saída conhecida. O objetivo é que o modelo aprenda a relação entre os dados de entrada e saída, a fim de se tornar capaz de prever a saída para novos dados de entrada não vistos anteriormente.

Os algoritmos de aprendizado supervisionado são usados em problemas de classificação e regressão. Essas palavras podem assustar um pouquinho, a gente sabe. Mas veja só: na classificação, o objetivo dos cálculos é prever a classe de um objeto, enquanto na regressão, é prever um valor numérico. 

Enfim, coisas de estatística que você não precisa se preocupar justamente porque tem gente, como o time da Getbots, que é fera no assunto.

Aprendizagem não supervisionada

Nesse método de aprendizagem, não há rótulos fornecidos para o conjunto de dados, ou seja, o objetivo do modelo é aprender estruturas ou padrões intrínsecos aos dados de entrada. Os principais algoritmos de aprendizado não supervisionado são os algoritmos de clusterização e os algoritmos de redução de dimensionalidade.

Os algoritmos de clusterização (ou agrupamento) são usados para separar conjuntos de dados em grupos distintos (clusters) com base em sua similaridade. 

Aprendizagem semi-supervisionada

A aprendizagem semi-supervisionada, por sua vez, pode ser vista como uma técnica intermediária entre a aprendizagem supervisionada e a aprendizagem não supervisionada, aproveitando o melhor dos dois mundos.

Isso porque utiliza tanto dados rotulados quanto não rotulados para treinar um modelo. Isso significa que, ao contrário da aprendizagem supervisionada convencional, onde todos os dados de treinamento são rotulados, na aprendizagem semi-supervisionada, apenas alguns dados de treinamento possuem rótulos.

O objetivo da aprendizagem semi-supervisionada é utilizar as informações contidas nos dados não rotulados para melhorar a precisão do modelo. Isso é especialmente útil quando o custo de rotular todos os dados é alto ou quando há uma grande quantidade de dados disponíveis e apenas uma pequena parte deles está rotulada, sendo humanamente impossível categorizar tudo em tempo hábil, mas não tecnologicamente impossível.

Aprendizagem por reforço

É um tipo de aprendizado de máquina que não precisa de conjuntos de dados, mas sim de um ambiente, como um jogo ou uma cidade cheia de carros autônomos. 

A ideia é que o chatbot aprenda a “sobreviver” no ambiente e ganhar o maior número de pontos possível com a ajuda de um supervisor externo – no caso, o desenvolvedor do bot. Funciona assim: se o agente acerta, ganha uma recompensa; se erra, leva uma punição. Ou seja, a aprendizagem por reforço nada mais é do que uma aula de tentativa e erro. No caso do Chat GPT, ele considera esse feedback no treinamento da IA. 

Não é só em jogos e carros autônomos que esse método é usado. Ele também é bem popular na robótica. E sabe quais são os algoritmos mais usados? O Q-learning e SARSA (Estado-Ação-Recompensa-Estado-Ação).

Os benefícios de usar um chatbot

Antes de mais nada, existem muitos benefícios em usar chatbots para sua empresa ou negócio, incluindo:

  1. Melhor atendimento ao cliente: Os chatbots podem fornecer atendimento ao cliente 24 horas, 7 dias por semana e não se cansam. Eles também podem responder às perguntas dos clientes mais rapidamente e com mais precisão do que os humanos.
  1. Aumento das vendas: Os chatbots podem ser usados para gerar leads, converter visitantes em clientes e aumentar as vendas.
  1. Melhor experiência do cliente: Os chatbots podem fornecer uma experiência personalizada para os clientes. Eles também podem ajudar a reduzir a frustração dos clientes, fornecendo informações e respostas rapidamente.

Outros benefícios, muitas vezes pouco explorados dos Chatbots

Mais do que um recurso para otimizar o tempo e reduzir custos empresariais, os chatbots podem ser usados para diversas funções, por exemplo:

  1. Conversar: A tecnologia dos chatbots pode ser usada para bater papo. Isso mesmo! Jogar conversa fora, contar piada e até mesmo desabafar. Em alguns casos, o vínculo entre chatbot e humano se torna tão forte que acaba em namoro.
  1. Para estudar inglês: Conversar em inglês com um bot, seja trocando mensagens de texto ou voz, pode ser uma maneira eficiente de melhorar suas habilidades linguísticas. Os chatbots estão se tornando uma ferramenta popular no aprendizado de idiomas, especialmente quando se trata do inglês. 
  1. Para aumentar a receita em e-commerces: Os chatbots têm se mostrado uma ferramenta cada vez mais útil para os e-commerces que desejam aumentar suas receitas. Com eles, as empresas podem fornecer atendimento ao cliente de forma eficiente e eficaz, o que pode levar a mais vendas e clientes satisfeitos.
  1. Recuperar carrinhos abandonados: Quando um cliente abandona o carrinho com itens dentro, é a hora do chatbot entrar em ação. Através da inteligência artificial (IA), o chatbot identifica os produtos que o cliente deixou de comprar. Imediatamente o bot envia uma mensagem persuasiva e única no WhatsApp do cliente, apresentando uma oferta irresistível. Essa abordagem personalizada e instantânea tem se mostrado extremamente eficaz na recuperação de carrinhos abandonados.
  1. Ajudar nas estratégias de marketing digital: Se você está procurando uma maneira de melhorar sua estratégia de marketing digital, os chatbots podem ser uma ótima opção. Eles são uma ferramenta poderosa que pode ser usada para automatizar tarefas, captar leads, fornecer suporte ao cliente e aumentar as vendas.

Os desafios de criar e desenvolver seu chatbot

Em contrapartida, existem alguns desafios de criar e desenvolver chatbots, incluindo:

  1. Custo: Os chatbots podem ser caros de desenvolver e implantar.
  1. Tempo: Os chatbots podem levar tempo para serem desenvolvidos e implantados.
  1. Conhecimento: É necessário ter conhecimento de inteligência artificial e processamento de linguagem natural para criar chatbots eficazes.
  1. Teste: É importante testar chatbots extensivamente antes de implantá-los.

Como criar e desenvolver um chatbot eficaz

Assim, se você está pensando em criar um chatbot para o seu negócio, aqui estão algumas dicas para criar um chatbot eficaz:

  1. Defina seus objetivos: O que você espera alcançar com seu chatbot? Você quer melhorar o atendimento ao cliente, aumentar as vendas ou melhorar a experiência do cliente?
  1. Escolha o tipo certo de chatbot: Primeiramente, escolha o tipo de chatbot que melhor atenda às suas necessidades.
  1. Crie um fluxo de conversa: O fluxo de conversa é o caminho que os usuários seguirão ao interagir com seu chatbot. Certifique-se de que o fluxo de conversa seja claro, conciso e fácil de seguir.
  1. Treine seu chatbot: Os chatbots de aprendizado de máquina precisam ser treinados em um grande conjunto de dados de texto e código. Certifique-se de que seu chatbot seja treinado em um conjunto de dados que seja relevante para suas necessidades.
  1. Teste seu chatbot: É importante testar seu chatbot extensivamente antes de implantá-lo. Certifique-se de que seu chatbot possa lidar com uma variedade de prompts (comandos) e perguntas.

Conclusão

Acima de tudo, nos últimos anos, a tecnologia tem avançado rapidamente e transformado o modo como as empresas interagem com seus clientes. Uma das inovações que tem ganhado destaque são os chatbots, pois eles apresentam uma série de vantagens para as empresas e consumidores, sendo a redução de custos, a otimização do atendimento ao cliente e o aumento da produtividade apenas alguns exemplos.

A partir daí, a tendência é que os bots se tornem cada vez mais presentes no nosso dia a dia, pois estamos nos acostumando com as facilidades proporcionadas por essa tecnologia e, com o tempo, dificilmente iremos nos conformar em ficar mais de 15 minutos aguardando para sermos atendidos. Aliás, nem um minuto sequer!

Ou seja, as empresas que não se adaptarem às novas tendências do mercado correm o risco de ficar para trás da concorrência. Então, se dia menos dia você terá que se render aos chatbots para se adequar ao mercado, por que não fazer isso agora e sair na frente da concorrência, hein?

Em suma, chatbots são uma ferramenta poderosa. Se você está pensando em criar um chatbot para o seu negócio, siga nossas dicas, ou entre em contato com a gente! 

A Getbots é especialista em criação e desenvolvimento de chatbots personalizados, automatizados e humanizados. 

Portanto, aproveite para seguir nossas redes sociais e continue aprendendo conosco.

Conheça as soluções que a Getbots pode fazer para o seu negócio em getbots.com.br

Avalie este artigo Quantas estrelas este artigo merece?
0 / 5

Sua avaliação:

Compartilhe este post:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
E-mail
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
E-mail

Veja também

Posts relacionados

Como funcionam os chatbots para WhatsApp?

Cada vez mais indispensável para a comunicação cliente-empresa, os chatbots para WhatsApp estão evoluindo e hoje possuem diferentes funcionalidades

Como a Getbots se tornou referência em chatbots no Brasil

Descubra como a Getbots se tornou referência no mercado de chatbots do Brasil, criando e desenvolvendo bots e assistentes virtuais como ferramenta de negócio capazes de revolucionar o relacionamento entre marcas e consumidores.  Que a tecnologia tem avançado de forma

Comentários

Faça uma busca no Blog: